Segundo a polícia, suspeito confessou que era responsável pela distribuição dos entorpecentes. Na delegacia, homem negou a posse das drogas e do dinheiro.

Por G1 Mogi das Cruzes e Suzano

Um homem de 45 anos foi preso em Mogi das Cruzes por suspeita de tráfico de drogas. Segundo a polícia, na casa do suspeito eles foram apreendidos mais de R$ 16 mil e de 2 quilos de drogas. Na delegacia, o suspeito negou a posse das drogas e do dinheiro.

De acordo com o boletim de ocorrência, policiais militares estava em patrulhamento quando viram o suspeito na Rua Coronel Cardoso de Siqueira.

Segundo os policiais, ao ver a viatura o suspeito jogou uma sacola no chão. Os policiais decidiram abordá-lo e, de acordo com o boletim de ocorrência, foram encontrados dois celulares.

Os policiais informaram que recuperaram a sacola jogada pelo suspeito e que dentro dela havia R$ 364, 30 invólucros de maconha, 15 de cocaína e 135 de crack.

Os policiais informaram que, ao ser questionado sobre as drogas e o dinheiro, o suspeito confessou que seria responsável pela distribuição dos entorpecentes e arrecadação do dinheiro.

Os policiais foram com o suspeito até a casa dele, no Jardim Camila. Na sala, eles afirmaram que encontraram uma mala de viagem. Segundo os policiais dentro dela estavam 962 invólucros com crack, 856 com crack, 144 de maconha, 67 de skank (variação mais forte da maconha), 128 de cocaína, 35 frascos de lança-perfume e R$ 16.809.

Ainda segundo a polícia, na mesa da cozinha foi localizada uma balança e papéis com anotação do tráfico de drogas. Segundo o boletim de ocorrência, o suspeito tem passagens pela polícia por roubo, furto, resistência e homicídio.

Na delegacia, o suspeito afirmou que limpava o carro em frente à casa da nora. Ele negou a posse das drogas e disse que tinha apenas R$ 64.

O suspeito disse ainda que foi colocado na viatura e levado até a sua casa, onde a droga apareceu. Ele negou qualquer envolvimento com o tráfico e disse que tinha uma balança em casa, mas nunca a usou.

Já sobre o dinheiro, o suspeito afirmou que havia somente R$ 3,7 mil em casa da venda de uma motocicleta.

Depois de encerrado o registro do boletim de ocorrência, o suspeito foi preso. O G1 pediu e aguarda uma posição da Polícia Militar sobre o caso.