SINDESPE esteve hoje (05/Mar) reunido com o Deputado Estadual (PSDB) Carlão Pignatari muito conhecido por lutar pela contratação dos remanescentes dos concursos da SAP para tentar nesse fim de gestão tucana agilizar e dar andamento a uma contratação expressiva de agentes remanescentes para preenchimento das vagas em aberto para escolta e vigilância penitenciária.

Na reunião além do Deputado e o presidente do Sindespe Antonio Pereira Ramos fizeram presentes os concursandos de Agentes de Escolta e Vigilância Penitenciária Cleber Pereira, Leandro Neri, Tiago Santos  e Anderson Fernandes da Silva.

De acordo com o Deputado a falta de arrecadação atrapalhou muito o processo de preenchimento de vagas para a carreira de AEVP, contudo o cenário econômico vem mudando e acredita o deputado que de acordo com informações passadas pela pasta cerca de 400 concursados serão empossados em breve e que o mesmo estará com o secretário de Administração Penitenciária, Lourival Gomes, para verificar a situação e confirmar a informação.

WhatsApp Image 2018-03-05 at 15.57.27

Ouviu do presidente Antonio Pereira que é importante que governo conclua seu projeto antes de entregar o mandato, já que faz parte do programa de governo de Geraldo Alckimin a expansão da escolta por meio de AEVPs em substituição a PM. Apontou ainda o presidente do Sindespe dados oficiais da Policia Militar em que narram que o volume de escolta realizada na região metropolitana de Campinas é semelhante ao da Capital, e que a demanda de efetivo de policiamento desviado para essa finalidade é muito prejudicial a população. Carlão Pignatari por sua vez concordou que o uso de AEVPs na escolta é menos custoso para o estado e trás sim uma sensação de proteção a sociedade maior já que reforçaria o policiamento de rua e se prontificou a falar com o executivo sobre isso.

“Sabemos que estamos nesse exato momento em um processo de transição de poder do governo do estado, onde o ciclo do comando partidário de mais de duas décadas se finda pelo menos por alguns meses até que se defina o novo governo em 2018, mas enquanto Geraldo Alckimin estiver na cadeira é dele que temos que cobrar que se cumpra o que prometeu, não a nós, mas a sociedade paulista que votou nele crendo que haveria mais policia nas ruas porque agora a escolta seria nossa. Se quer governar o Brasil tem que provar que sua palavra não é unica e que seu compromisso com a verdade e a moral estão acima dos interesses políticos.” disse Antonio Pereira Ramos, presidente do Sindespe.

Perguntado sobre o que ele acha comentou ainda o presidente: “Acho que o Geraldo Alckimin tem tudo pra cumprir o que prometeu, contratando esses quase 2000 homens e colocando 2000 policiais a mais na rua, é preciso vontade política porque dinheiro tem e está apenas contingenciado ou ele não poderia criar as vagas sem orçamento aprovado. Agora cabe a ele decidir, se ele não fizer, com certeza o seu vice que quer ser governador vai fazer, e ai os louros serão todos para ele, isso é algo lógico”.

Antonio Pereira agradeceu a presença dos remanescentes e disse que eles mostram um exemplo de cidadania ao participaram efetivamente de cada encontro na ALESP pela causa que defendem, e também agradeceu em especial o Deputado Carlão Pignatari e sua equipe de assessoria que sendo do governo abriu seus gabinetes e acolheu a causa da categoria sempre cobrando a SAP e o Governo do Estado sobre uma posição clara e efetiva sobre as contratações.